É proibida a entrada a quem não andar espantado de existir.
.posts recentes

. Indignação bancária

.arquivos

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Junho 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Junho 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Setembro 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Setembro 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Janeiro 2005

. Novembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

.pesquisar
 
.Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
.tags

. todas as tags

Terça-feira, 14 de Agosto de 2007
Indignação bancária
Depois de continuar a ver que trimestralmente os bancos apresentam lucros recorde – não há crise, para alguns – eis que me deparo com uma situação no mínimo caricata. Contacto o BES para encerrar a minha conta, alegando que não vivo no país. Indicam-me que me devo deslocar ao balcão, entregar os cartões e assim, e terei de pagar 100 euros por cancelamento do contrato. Mas estão parvos???!!! Já não basta andar a pagar mensalmente comissões monstruosas (sim, 4 euros/mês é monstruoso para o trabalho que dá manter a minha conta) e ainda me dizem isto? Por isso, utilizo este meio para apelar a todos os que leiam isto e que possam contactar com pessoal de bancos e/ou da DECO para averiguar se isto é legal e o que posso fazer para resolver o assunto sem dar sequer mais um tostão àqueles chulos. Indiquem-me por mail o que posso fazer, coloquem dicas nos comentários, qualquer coisa, please!
tags:
publicado por ladoc às 17:04
link do post | comentar | favorito
|
blogs SAPO
.subscrever feeds