É proibida a entrada a quem não andar espantado de existir.
.posts recentes

. Mercados

.arquivos

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Junho 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Junho 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Setembro 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Setembro 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Janeiro 2005

. Novembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

.pesquisar
 
.Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
.tags

. todas as tags

Sábado, 11 de Novembro de 2006
Mercados
A Boqueria é um destino tradicional para a maior parte dos turistas em Barcelona. Por alguma razão, a visão de frutos alinhados e de prateleiras construídas com feijão-verde parece atrair as gentes, que se limitam a comprar depois um sumo ou uma salada de frutas (uma dica: quanto mais longe da porta, mais baratos se tornam estes produtos; e estou a falar de diferenças que podem ir até metade do preço).
Este mercado, no entanto, constitui para mim uma espécie de Ramblas; onde toda a gente
de fora vai, mas onde os residentes quase não têm paciência de passar.
Assim, o mercado de Sant Antoni, dada a proximidade de casa, é o meu destino de eleição para comprar carne de melhor qualidade, fruta ou apenas espreitar as diversas bancas. Em primeiro lugar, a língua franca é o catalão, o que torna as coisas bem mais divertidas. Depois, é mais interessante ver a quantidade de produtos que se vendem aqui e que em Portugal não existem sequer: cogumelos de imensas variedades, anchovas, peixe seco, etc. Finalmente, a forma de comércio é claramente diferente: não se ouvem pregões; a maior parte dos talhos não vendem aves ou coelho (para isso existem as pollerias); a gama de produtos numa só banca de enchidos daria para se assemelhar à de um pequeno supermercado.
Por último, não queria deixar de referir a imensa febre dos carrinhos de compras que por aqui grassa: todos têm um daqueles carrinhos com rodas, que levam para todo o lado, e até tem honras de estacionamento nas entradas dos supermercados, com uma espécie de trela. São coisas feias, mas práticas – bem ao estilo catalão, portanto.



Nota: Não esquecer que aos domingos o interior do mercado de St. Antoni está encerrado, mas ao seu redor abre-se um autêntico mercado de raridades: revistas de banda desenhada, jogos de computador, cartas de Magic, cartazes de cinema, posters de música, vinis antigos... uma panóplia digna da Feira da Ladra, sem t5antas partes chatas de antiguidades.

publicado por ladoc às 11:10
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
blogs SAPO
.subscrever feeds