É proibida a entrada a quem não andar espantado de existir.
.posts recentes

. Mais outra sugestão music...

. Sugestões musicais

. Sugestão musical

. São quatro anos, afinal

. Não existo.

. Vicky Cristina Barcelona:...

. Momentos de felicidade

. uma sugestão para ler

. EU VOU!!!

. Kafka

.arquivos

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Junho 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Junho 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Setembro 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Setembro 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Janeiro 2005

. Novembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

.pesquisar
 
.Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
.tags

. todas as tags

Sábado, 10 de Dezembro de 2005
Etimologia interessante
É curiosa a concepção de fidelidade, que neste caso se circunscreve exclusivamente às relações sexuais com um(a) companheiro(a). Na verdade, o termo «fidelidade» foi convertido em sinónimo de monogamia, esquecendo que fidelidade (do latim fidelitate) significa «observância de fé que um deve a outro»; exactidão; veracidade, enquanto monogamia (palavra latina monogamia, que deriva do grego) é um tipo de organização familiar (social) em que um marido só tem uma esposa, e esta só um marido (Dicionário Língua Portuguesa, Porto Editora).
publicado por ladoc às 23:59
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
HEAVY TRASH

CONCERTO HEAVY TRASH


7/DEZ/2005


LOCAL: Bikini, Barcelona



O novo projecto de Jon Spencer (Jon Spencer Blues Explosion) e Matt Verta-Ray (Speedball Baby) leva-nos aos ambientes rock’n’roll dos anos 50, com Jerry Lee Lewis e Elvis Presley a surgirem como influências mais evidentes.


Talvez a melhor forma de descrever o seu som esteja patente no texto de divulgação da banda:


“Dirty guitars, bad dreams, murder ballads and lust gone wrong, HEAVY TRASH is the perfect soundtrack for boozyall-night throw downs, pettin’ parties and psychedelic fright shows. The NOW sound of Rock-A-Billy!”


Sugiro também uma visita ao site oficial do projecto: www.heavytrash.net



Sem conhecer qualquer tema do disco, o concerto acabou por se revelar uma excelente surpresa. Não só por ser a primeira vez que vi o Jon Spencer em pessoa, mas pela energia transmitida nos temas. Sempre num registo divertido, com muitos “Yeah!” pelo meio, a banda mostrou em mais de hora e meia como o rockabilly pode ser interessante, mesmo para um céptico nesse estilo musica – como eu.


Com direito a um passeio pelo meio do público e pelo balcão duma sala de espectáculos, bar e discoteca bastante bem recheada de público, Jon Spencer demonstrou de facto ser um dos melhores frontman da actualidade. Com uma banda bem ensaiada a acompanhar – com uma bateria muito sui generis, que incluía uma garrafa de whisky de 2,5 litros! –, só terá sido pena a menor qualidade de som no microfone de Jon Spencer, problema resolvido só depois de mais de 30 minutos de espectáculo.


Bons momentos, que me levaram a adquirir à saída o álbum do projecto (15 euros é um preço apetecível, além de sentir que assim não estou a oferecer dinheiro a lojas e distribuidoras).


Fica aqui a sugestão para todos os apreciadores da obra de Jon Spencer, ou para os mais distraídos que ainda não o conheçam.


Se alguém quiser algumas fotos deste concerto, avise ;)

publicado por ladoc às 23:44
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
blogs SAPO
.subscrever feeds