É proibida a entrada a quem não andar espantado de existir.
.posts recentes

. Mais outra sugestão music...

. Sugestões musicais

. Sugestão musical

. São quatro anos, afinal

. Não existo.

. Vicky Cristina Barcelona:...

. Momentos de felicidade

. uma sugestão para ler

. EU VOU!!!

. Kafka

.arquivos

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Junho 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Junho 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Setembro 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Setembro 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Janeiro 2005

. Novembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

.pesquisar
 
.Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
.tags

. todas as tags

Quinta-feira, 7 de Junho de 2007
Internet: o fim da comunicação?
Esta é a era da comunicação, muito graças à internet. Este é um cliché que corre o risco de se considerar verdadeiro por ser tantas vezes repetido.
Nada mais falso: é sim a era da informação, que nada mais é do que a transmissão unívoca de algo que não é filtrado por nada mais senão a vontade da pessoa que escreve. O curioso é a quantidade de coisas que se assumem como certas apenas porque se lêem na internet, e as ilações que retiramos daí. Um bom exemplo disso mesmo é a Wikipedia, que é já responsável por uma cultura algo bizarra, pois tantas vezes parte de factos não validados nem confirmados.
Mas diariamente se assiste a outros fenómenos deste tipo, em especial nos blogs: ora é o bloguista que por escrever umas coisas soltas já se julga um escritor, ora é o leitor que crê que por ler determinada coisa num blog ela já é verdade e começa a retirar conclusões daí, etc.

Aproveito assim para dizer a todas as pessoas de quem gosto e que gostam de mim: se quiserem saber algo de mim, não tirem apenas ilações do que eu escrevo aqui ou noutros locais da internet; perguntem-me directamente. Façam também o mesmo se quiserem dizer-me algo.
publicado por ladoc às 17:19
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Ana a 8 de Junho de 2007 às 03:28
As verdades absolutas nos tempos que correm cada vez são menos. e, se este post faz algum sentido (e faz, pelo que me parece) é também um pouco contraditório devido ao último parágrafo que parece contradizer os anteriores.
Por outro lado, demonstra uma pessoa preocupada com os que gosta e empenhada em demonstrá-lo não só na sua vida real como também através do universo bloguista. Onde começa o suposto "escritor" de blogs e acaba a pessoa que ele realmente é?
Não sei... Mas escrever, às vezes, pode ser mais do que uma forma de informação (correcta ou não). Também poderá ser uma forma de comunicação como complemento a todas as outras.

Um abraço

Comentar post

blogs SAPO
.subscrever feeds